45 anos depois de sua morte, Karajan segue polêmico

Morto em 1989, há 45 anos, o músico Herbert von Karajan (nascido em 1908) segue polêmico.
Principal regente da obra de Ludwig Van Beethoven, Karajan esbanja no currículo sua predileção pelo nazismo e pelo egocentrismo.
Osvaldo Colarusso assina artigo em 2014 qual foca bem o jeito Karajan.
Para o autor do texto, o egocentrismo do maestro o fez muitas vezes cair no ridículo.
"Querendo mostrar que poderia reger do cravo certas obras barrocas, [Karajan] colocou dois cravos no palco", escreve.
"Um que ele tocava (ou fingia faze-lo) e outro em que um profissional do instrumento realmente tocava o baixo contínuo."
Colarusso vai além: "além de transformar Bach e Vivaldi em compositores pós românticos, seu narcisismo arrastou inclusive artistas de bom nível como Anne Shopie Mutter numa empreitada de arrepiar: a mais desfocada versão de 'As quatro estações' de Vivaldi que existe."

A coletânea Grandes Momentos Karajan tem 77 minutos de Vivaldi, Beethoven e outros sob a regência do polêmico Karajan.

Se tiver interesse em comprar o CD, clique aqui






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prestes a completar 40 anos, Echo & The Bunnymen segue na estrada

Às vésperas de completar 40 anos de vida em 2018, a banda Echo & The Bunnymen segue na estrada. Em seu site oficial , o grupo lidera...